SIMULADO PSPO I GRATUITO DE
10 QUESTÕES DA SCRUM.ORG

certificacao-psm-i-canal-valor

Que tal testar seus conhecimentos antes de fazer o exame PSPO I da Scrum.org? Eu preparei um simulado de 10 questões para você verificar se está pronto.

Então confira abaixo o simulado. Você pode conferir as respostas no fim do simulado.

SIMULADO PSPO I

1. Quais das atividades abaixo são realizadas por um Dono de Produto (Product Owner)? (escolha três respostas)

A. Tomar decisões técnicas
B. Priorizar o backlog do produto
C. Dividir itens maiores do backlog do produto em itens menores
D. Criar itens do backlog do produto
E. Projetar o software
F. Criar as tarefas
G. Estimar o tamanho dos itens do backlog do produto

2. O que acontece quando uma sprint é cancelada?
(escolha três respostas)

A. Todos os itens incompletos são reestimados e colocados de volta no backlog do produto.
B. Se parte do trabalho for potencialmente liberável, então o product owner geralmente o aceita.
C. Todos os itens do backlog do produto concluídos e “Feitos” são revisados.
D. Vários itens principais do backlog do produto são levados para o backlog da sprint para substituir os itens obsoletos.
E. Na retrospectiva da sprint o Scrum Master determina qual desenvolvedor é responsável por cancelar a sprint.

3. Sua organização é nova na utilização do Scrum. A gestão quer entender quais medidas são úteis para determinar se o valor está sendo entregue. Como product owner, quais duas métricas devem ser utilizadas? (escolha duas respostas)

A. Time-to-Market
B. Satisfação do cliente
C. Velocidade
D. Produtividade
E. Escopo

4. João foi convidado a assumir o papel de product owner de uma grande
iniciativa. 4 times novos no Scrum irão desenvolver os produtos. Ele criou o backlog do produto inicial, mas não tem certeza de como minimizar as dependências entre os times. Qual das alternativas a seguir é o melhor conselho para se dar a João? (escolha uma resposta)

A. O product owner deve criar backlog do produto separado para cada time.
B. O product owner deve identificar os itens dependentes e regorganizar os itens do backlog do produto para os times.
C. O product owner deve trabalhar com os desenvolvedores de todos os times na análise e fatiamento dos itens.
D. O product owner deve delegar para os líderes técnicos a responsabilidade de determinar os itens que devem ser atribuídos a cada time.
E. O product owner deve notificar o Scrum Master para que ele possa resolver o impedimento.

5. O que ocorre naturalmente se o backlog do produto não está adequadamente claro durante o planejamento da sprint? (escolha uma resposta)

A. Será mais difícil para os desenvolvedores estimarem o trabalho a ser feito.
B. Nada ocorrerá.
C. Os desenvolvedores seguirão a meta de sprint do product owner.
D. A reunião é estendida a fim de refinar os itens o suficiente para o início da sprint.
E. Os analistas de negócios devem compensar com uma meta da sprint claramente definida.

6. O Scrum Master pediu a João, o product owner, para gastar mais tempo com o time. O que pode ter causado isso? (escolha uma resposta)

A. João não é um product owner em tempo integral.
B. O que João imaginou como o incremento e aquilo que foi apresentando na reunião de revisão é complementamente diferente.
C. Existem conflitos entre os desenvolvedores.
D. João não participou da reunião diária (daily).
E. Os desenvolvedores não sabem quem irá executar as tarefas.

7. Como product owner, o que deve ser levado em consideração ao priorizar o backlog do produto? (escolha uma resposta)

A. O que for mais apropriado para atingir os objetivos do produto e otimizar o valor entregue aos usuários.
B. A quantidade de tempo que os desenvolvedores tem de alocação no projeto.
C. Os itens mais novos são adicionados na parte inferior do backlog.
D. Os itens de maior prioridade estão sempre no topo do backlog.
E. A disponibilidade do líder técnico.
F. Os itens com maior ROI estão sempre no topo do backlog.

8. Embora o gráfico de burn-down seja opcional, esta ferramenta é útil para rastrear qual medida? (escolha a melhor resposta)

A. Quanto valor de negócio é entregue para o cliente.
B. Como os membros do time estão performando.
C. Quanto de custo foi acumulado.
D. Quanto trabalho ainda resta ser feito.

9. O product owner deseja aplicar um requisito não-funcional a todos os itens do backlog do produto. Qual das seguintes é a resposta mais apropriada?

A. Requisitos não funcionais não podem ser tratados pelo Scrum.
B. Trabalhe com o time para incluir os requisitos não funcionais na Definição de Feito (DOD) e verifique cada incremento em relação a esses critérios.
C. Encontre uma maneira de converter requisitos não funcionais em recursos do produto.
D. Crie um novo item de requisito não funcional para cada item funcional no backlog do produto.

10. Qual é a melhor estratégia para o product owner tomar se várias partes interessadas têm interesses variados sobre o produto e opiniões conflitantes?

A. Ater-se ao ponto de vista que promete o tempo de colocação no mercado mais rápido.
B. Ouvir as pessoas que financiam o desenvolvimento do produto porque elas sempre tem a última palavra.
C. Fazer um equilíbrio inteligente de interesses e tentar maximizar o valor do produto como um todo.
D. Calcular o ROI (Return Of Investments) para cada ponto de vista e selecionar o maior.

No Canal Valor você encontra a Maratona Preparatório para Certificação com 10 incríveis simulados PSPO I.  São 800 questões para você praticar e tirar a certificação na primeira tentativa. Confira aqui todos os detalhes. O exame de certificação PSPO I é composto de 80 questões que devem ser respondidas em 60 minutos. Você precisa estar muito afiado para responder cada questão em menos de um minuto!

 

RESPOSTAS DO SIMULADO

1. B, C e D
Projetar o software deve ser feito pelos desenvolvedores. Eles são autogerenciados e tomam decisões técnicas e criam as tarefas. A estimativa é responsabilidade dos desenvolvedores porque são eles quem irão desenvolver o produto.

2. A, B e C
Quando uma sprint é cancelada, todos os itens do backlog do produto concluídos e “Feitos” são revisados. Se parte do trabalho for potencialmente liberável, então o product ownergeralmente o aceita. Os
itens do backlog do produto que estão incompletos são reestimados e colocados de volta no backlog do produto.

3. A e B
O Time-to-Market é uma área de valor chave (KVA) da abordagem de gerenciamento baseado em evidências (EBM)
que expressa a capacidade da organização de fornecer rapidamente novos recursos, serviços ou produtos. A satisfação do cliente é uma medida de valor-chave (KVM) sob o valor atual KVA que ajuda
avaliar o envolvimento e a satisfação do cliente com o produto.

4. C
Como os desenvolvedores são os responsáveis pelo trabalho, eles são os mais indicados para ajudar o product owner na análise e redução das dependências.

5. A
Ter um backlog de produto saudável melhora a eficácia do planejamento da sprint. Itens ambíguos e não claros são difíceis de serem estimados pelos desenvolvedores, pois são eles que farão o trabalho. Quanto maior a incerteza, mais difícil é para o time prever. Incluir o time no refinamento do backlog do produto irá reduzir a incerteza antes do planejamento da sprint.

6. B
O Scrum Master deve trabalhar com o product owner, os desenvolvedores e outras partes interessadas para entender se os artefatos são transparentes. Existem práticas para lidar com a falta de transparência. O Scrum Master deve ajudar todos a aplicar o máximo de práticas adequadas na ausência de transparência total. Os usuários do Scrum devem inspecionar frequentemente os artefatos e o progresso em direção a meta da sprint para detectar variações indesejadas. As inspeções são mais benéficas quando realizadas no local de trabalho. A redução desta prática introduz riscos e pode causar desvios da meta.

7. A
Embora o backlog do produto deva ser priorizado, ordenar por prioridade é apenas uma das
técnicas. O backlog do produto, de fato, tem que ser ordenado e sua ordem determina a ordem de entrega dos itens. Os desenvolvedores podem discutir a priorização dos itens com o product owner, mas, no final, os desenvolvedores devem puxar os itens do backlog (PBIs) na ordem definida pelo product owner. O backlog do produto não precisa obrigatoriamente seguir uma priorização por valor ou prioridade. O product owner não pode simplesmente atribuir prioridade aos itens individuais, seja por ROI ou importância para o negócio e, em seguida, priorizar o backlog inteiro com base em valores relativos. O product owner deve considerar todo o conjunto de itens do backlog do produto. A forma como isso é feito pode variar amplamente entre organizações, times e partes interessadas.

8. D
O gráfico de burn-down mostra a quantidade de trabalho restante a ser feito em relação ao tempo alocado para a iteração. O gráfico de burn-down é uma ferramenta de rastreamento eficiente, porque mostra quando o trabalho restante está planejado para ser concluído se nada mudar no backlog ou no time. O gráfico burn-down é uma ferramenta útil para os times se autogerenciarem, porém, sua utilização não é obrigatória, pois os times decidirão a melhor maneira de gerenciar seu próprio progresso e promover a transparência.

9. B

Os requisitos não funcionais descrevem as qualidades do produto que está sendo desenvolvido. Por exemplo, o produto deve ser seguro e extensível. A única maneira de conhecer tais requisitos é tê-los como parte da Definição de Feito (DOD) e verificar cada incremento em relação a esses critérios.

10. C
A atividade de facilitar o envolvimento das principais partes interessadas incluir pesar e equilibrar os pontos de vista diferentes das várias partes interessadas que podem ter interesses variados sobre o produto. A responsabilidade do product owner é maximizar o valor do produto como um todo, e isso envolve o equilíbrio inteligente dos interesses das partes interessadas.

 

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Abrir
Posso Ajudar?